Imprimir

As ações de ordenamento do comércio informal da cidade foi apresentado pelo prefeito ACM Neto.

Neste Verão, os ambulantes que atuam no Centro Histórico de Salvador vão trabalhar com novo fardamento, atuar com mais conhecimento de vendas junto aos clientes e até mesmo receber avaliação da população. O conjunto de ações em prol do ordenamento do comércio informal da cidade foi apresentado hoje (27) pelo prefeito ACM Neto, em cerimônia ocorrida na área externa do Palácio Thomé de Souza e que contou com as presenças do secretário municipal de Ordem Pública (Semop), Marcus Passos, e do superintendente do Sebrae-BA, Jorge Khoury, demais autoridades e ambulantes.

 

ACM Neto salientou que a iniciativa da Prefeitura tem como intuito contribuir para melhorar ainda mais o trabalho formal de Salvador, através do credenciamento e uniformização de profissionais que atuam no comércio informal como baleiros, ambulantes e baianas de acarajé. “Sabemos o quanto é importante a atividade deles para a nossa capital, mas é fundamental que haja sempre essa preocupação do acompanhamento. Isso faz toda diferença, principalmente para o turista de nossa cidade, garantindo que vão ter boa abordagem, harmônica e educada, nessa parceria com todos do trabalho informal para que todos saiam ganhando”, afirmou ACM Neto.

 

Na ocasião, foi entregue o certificado de conclusão da capacitação promovida em parceria com o Sebrae-BA e realizada entre os meses de outubro e dezembro. Após ação de recadastramento dos profissionais, cerca de 400 ambulantes participaram das palestras ministradas por um consultor do Sebrae. As aulas envolveram temas como o cuidado com a imagem pessoal e em como gerir bem o seu próprio negócio, tendo em vista uma melhoria na recepção e na qualidade do atendimento prestado a baianos e turistas.

 

Além disso, os ambulantes receberam o fardamento contendo crachá, colete e cartilha com as principais orientações para atuar no comércio informal. O colete, inclusive, facilita a identificação dos ambulantes, já que possui número de identificação vinculado à licença.

 

O titular da Semop, Marcus Passos, ressalta que a ação com os vendedores e ambulantes se associa às requalificações em infraestrutura realizadas na capital baiana pelo prefeito nos últimos anos. “Precisamos qualificar o atendimento pela demanda que vem surgindo em função da revitalização dos espaços públicos. O objetivo é aperfeiçoá-los, promovendo o crescimento pessoal e profissional para que possam gerir seu próprio negócio etambém agradar baianos e turistas", afirmou Passos.

 

Foto: Max Haack (Secom/PMS)